“O documento da liberdade, da dignidade, da democracia, da justiça social do Brasil”.

“O documento da liberdade, da dignidade, da democracia, da justiça social do Brasil”.
 
Foi com essa frase e a edição impressa da nova Carta em mãos que o então deputado federal Ulysses Guimarães (PMDB) encerrou o seu discurso durante a promulgação da Constituição da República Federativa do Brasil, na tarde do dia 5 de outubro de 1988. 
 
Sua declaração revela o contexto no qual ela nasceu, no período da redemocratização do país, após a ditadura militar (1964-1985). 
 
Baseada em princípios liberais e democráticos e de inspiração progressista, ela teve como meta defender os direitos dos cidadãos brasileiros, ampliar as liberdades civis e garantir os deveres do Estado. É a sétima Constituição desde a Independência, em 1822, e a sexta do período republicano.
 
 
 

Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *